Voltar

Pastagem

  • Solo e Preparo
  • Publicado em 09/12/2011

As práticas de manejo e algumas ações que o produtor adota podem alterar o ciclo de longevidade e produtividade de uma pastagem. Essa prática requer planejamento cuidadoso.

É necessário preparar bem o solo e escolher a semente certa e mais adequada para o clima e local, ajustando-a a lotação de animais que irão usufruir delas.

Hoje na pecuária brasileira um dos maiores fantasmas é o processo de perda de vigor e produtividade da planta através do manejo inadequado e pela superlotação de animais na área pastada.

A perda de vigor e produtividade das pastagens chegam um dado grau que o pasto é invadido por cupins, erosões, ervas daninhas e doenças.

O cerrado é um dos locais que mais sofrem, pois tem uma maior área de pastagem cultivada e degradada. É possível evitar custos altos na renovação de uma pastagem inteira, quando há um trabalho de reduzir a degradação da pastagem ao longo do tempo. Ou seja, o ideal é realizar um trabalho de manutenção do pasto e não deixar que a degradação atinja um grau alto que demandará altos investimentos em sua recuperação.

Atitudes como escolher uma boa espécie de forrageira a ser implantada (a planta deve se adequar as condições do solo e clima do local). As distribuições das sementes devem ser feitas em áreas certas e na época correta do plantio e manejo da pastagem, lembrando sempre de calcular os animais da área, a frequência e o descanso do pastejo.

Recuperar a pastagem vai consistir em restabelecer a produtividade da planta; já a renovação significa trocar todo o pasto; ou seja, troca-se de pasto introduzindo uma nova espécie ou a mesma pastagem.

As medidas a serem tomada são:

1)   Adequar o número de animais com a forragem disponível na pastagem, obtendo assim uma distribuição uniforme dos animais na pastagem, o que vai garantir uma melhor utilização da forragem;

2)   Alternar períodos de pastejo e descanso;

3)   Adequar os animais às espécies de pastagem.

Para a formação de uma pastagem é necessário haver a preparação adequada do solo. Desta forma, são retiradas as impurezas e as sementes serão aproveitadas da melhor forma. Um pasto só perderá seu potencial e vigor, caso seja mal plantado, mal usado, mal escolhida a semente e/ou mal preparado o solo (ou mesmo inadequado o solo).