22/10/2019
5 dicas para nao errar na adubacao da pastagem
Você sabia que a adubação na pastagem ajuda a melhorar a sua qualidade, permitindo o oferecimento de um alimento melhor para o seu gado?
 
A pastagem brasileira é caracterizada como a maior cultura agrícola do Brasil, ocupando mais de 170 milhões de hectares e alimentando mais de 180 milhões de cabeças de gado.
 
Mais de 95% do gado se alimenta somente com pastagens, e mesmo assim, não dão a devida importância para elas.
 
Quer saber como não errar no momento de fazer a adubação da pastagem? Continue lendo este texto e confira nossas 5 dicas!
 

Deve ser feita Análise do Solo:

 
Fazer a Análise do Solo é o primeiro passo para não errar no momento da adubação da pastagem.
 
Essa técnica é a mais importante e confiável para conhecer o estado nutricional e grau de fertilidade do seu pasto.
 
Por isso, é necessário que seja feita uma análise química da fertilidade do solo para saber qual é a adubação recomendada.
 

Equilíbrio na adubação da pastagem é essencial:

 
A produção da pastagem, além de outros fatores, também é determinada pelo nível de fertilidade no solo.
 
Para que o potencial de produção seja ao máximo, o solo necessita ter suas deficiências e desequilíbrios corrigidos.
 
Realizar a adubação de forma equilibrada mantém a proporção correta entre os nutrientes no solo.
 

A Adubação nem sempre é necessária!

 
De acordo com pesquisadores da Embrapa e outras instituições, é possível reduzir ou, até mesmo, deixar de adubar a pastagem por algumas safras sem perdas significativas de produtividade.
 
Com o manejo ao longo das safras, o solo passa a ter condições adequadas para as culturas expressarem melhor seu potencial produtivo.
 
Para conferir o artigo publicado clique aqui.
 
Aposte na Adubação Verde:
 
A adubação verde é uma prática agrícola que eleva a capacidade produtiva do solo, com baixo custo, sendo ótima para a pastagem.
 
Os adubos verdes que são gramíneas formam a palhada que cobre o solo, enquanto os que são leguminosas produzem biomassa e fornecem maior contribuição de nitrogênio à cultura.
 
Essa prática promove cobertura do solo, aumenta a umidade, a ciclagem de nutrientes e a dinâmica dos micro-organismos no solo, além de outros benefícios.
 

Tenha o controle de plantas daninhas:

 
A infestação de plantas daninhas é considerada um grande problema de manejo de pastagens no Brasil.
 
Quando o rebanho ingere plantas daninhas que estão na área de pastagem, há perda de desempenho de ganho de peso.
 
Além disso, a infestação também limita a oferta de alimento para o gado, elevando o custo de reforma da pastagem.
 
Conclusão:
 
Para garantir o sucesso na adubação da pastagem é importante sempre estar atento no seu solo e nas novas práticas.
 
Garanta suas sementes de qualidade e ótimos preços com a Sementes Santa Fé. Você pode entrar em contato conosco pelo nosso site ou pelo número (62) 3291-7788.