BRS ZURI
Descrição
A BRS Zuri é uma gramínea cespitosa, que deve ser manejada preferencialmente sob pastejo rotacionado. Recomenda-se que o pasto seja manejado com altura de entrada de 70-75 cm e altura de saída de 30-35 cm. Este manejo promoveu bom controle do desenvolvimento de colmos e florescimento na Amazônia, assegurando a manutenção da estrutura do pasto e bons níveis de produção animal.

Apresenta tolerância moderada ao encharcamento do solo, semelhante ao Tanzânia-1, porém se desenvolve melhor em solos bem drenados, sendo uma opção para diversificação de pastagens nos biomas Amazônia e Cerrado. Suas principais características são a elevada produção, o alto valor nutritivo, a resistência às cigarrinha-das-pastagens e o alto grau de resistência à mancha das folhas, causada pelo fungo Bipolaris maydis.

 

Características

Nome científico: Panicum maximum cv. BRS Zuri
Utilização: pastoreio direto, fenação
Ciclo vegetativo: perene 
Hábito de crescimento: cespitoso
Porte (Altura): Alta

EXIGÊNCIA

Fertilidade do Solo: média/alta
Precipitação pluviométrica: acima de 800 mm anuais 
Entrada e saída do animal (cm): 75cm / 30cm
Taxa de lotação (UA/ha): seca: 2,8 água: 5,0

PRODUÇÃO

Digestibilidade: excelente
Palatabilidade: Ótima
Proteína Bruta % Matéria Seca: 7 a 13%
Produção (Tonelada de MS/ha): 14 a 23 t/ha/ano
Florescimento: Tardio (Abril)

RESISTÊNCIA

Tolerância à seco: baixa
Tolerância à frio: média 
Tolerância a encharcamento: média
Resistência à cigarrinha: resistente